Github

4 Razões para adotar uma plataforma IoT “Open Source”

Hackthon conta com a presença do CPqD e a plataforma aberta IoT: dojot
8 de setembro de 2017
Gestores conhecem a dojot para uso em Internet das Coisas em evento de Vinhedo
11 de outubro de 2017

Não importa qual seja a sua estratégia para Internet das Coisas, promover a eficiência na sua organização, oferecer novas experiências aos seus clientes ou viabilizar um novo modelo de negócio, a adoção de uma plataforma IoT será fundamental para o monitoramento e o controle dos dispositivos e facilitar a análise da massa de dados coletada.

As plataformas IoT atuam como elo entre o mundo físico dos dispositivos e os ambientes de TI e  negócio. Portanto, elas apresentam grande potencial para suportar, de forma ágil e segura, qualquer iniciativa de transformação digital.

Atualmente, existem muitas opções de plataforma IoT no mercado, as quais podemos, de forma simplificada, dividi-las entre as “plataformas proprietárias ou de código fechado” e as “de código aberto” (open source). A escolha da plataforma a ser adotada é um passo importante e com efeito prático no médio e longo prazo. Segue abaixo algumas vantagens estratégicas oferecidas pela opção de código aberto.

 

#1: VISÃO DE LONGO PRAZO

Com a evolução do cenário de IoT, especialistas indicam que muitas plataformas que existem hoje, provavelmente, deixarão de existir em 3 a 5 anos, ou serão adquiridas por outras empresas que podem, ou não, manter as mesmas prioridades de desenvolvimento.

Por sua própria natureza, a plataforma de código aberto responde melhor às mudanças técnicas e de mercado, protegendo você no longo prazo. A liberdade de acessar o código-fonte da plataforma agrega transparência para a estratégia de evolução do software, seja o desenvolvimento conduzido internamente na organização, ou a partir do suporte de um fornecedor especializado.

 

#2: EM SINTONIA COM AS DEMANDAS

O mundo de IoT está apenas começando e por isso é muito dinâmico, o que traz mais desafios para desenvolvedores e usuários de soluções.

Por adotar a estratégia open source, a dojot, estará sempre o mais próximo possível das demandas dos usuários e desenvolvedores, pois o seu roadmap não estará nas mãos de uma só organização, mas sim, de toda a comunidade de desenvolvedores e usuários.

 

#3: SEGURANÇA E TRANSPARÊNCIA

De um modo geral, os componentes de código aberto são reverenciados pelas suas características de segurança. O modelo “open source” permite que desenvolvedores e especialistas de segurança independentes façam auditorias e testes de segurança em vários níveis.

 

#4:INTEROPERABILIDADE

Grande parte dos ganhos no emprego de soluções IoT estão relacionados a interoperabilidade. Uma plataforma de código aberto, como a dojot, é aderente aos padrões abertos o que é fundamental para que as soluções IoT não fiquem limitadas, tanto em relação ao seu potencial de gerar valor, quanto a sua capacidade  de responder ao dinamismo do mercado em ofertar novos dispositivos conectados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *